30. setembro 2020

Arquivos Destaques - Bessa News

23 de setembro de 2020
PETS-dog3-1280x853.jpg

1min95

O Centro de Zoonoses realiza nesta quinta-feira, 24, e sexta-feira, 25, mais uma etapa da campanha de vacinação itinerante antirrábica de cães e gatos. Desta vez, os postos serão instalados em três locais do Bairro do Bessa, em João Pessoa: Terminal de Integração, Praça do Caju e Comunidade São Luiz.

 

A ação acontece das 8h às 16h.

 

De acordo com a prefeitura de João Pessoa, a campanha acontece com a meta de imunizar 80 mil animais, sendo 60 mil caninos e 20 mil felinos, o que corresponde a cerca de 80% da população de cães e gatos da cidade.

 


23 de setembro de 2020
jogo-lampiao-2.jpg

3min54

Um jogo para computador que tem Lampião como personagem principal e elementos do Sertão nordestino está sendo desenvolvido por três jovens de Campina Grande. De acordo com Rubem Medeiros, que é engenheiro eletricista e um dos idealizadores do “Sertão Profundo – A maldição da botija”, o projeto vem sendo desenvolvido há três anos.

Segundo Rubem, no jogo, além do cangaço, também são utilizados elementos do carnaval, como o Caboclo de Lança, Boi Bumbá, do Reizado e das Carrancas de São Francisco, como objetivo de mostrar vários aspectos da cultura nordestina.

“A gente tenta misturar os elementos da cultura pop e da cultura nordestina. Lampião tem um pouco de Lanterna Verde, por exemplo”, explicou.

Rubem também explicou que, no jogo, o “Rei do Cangaço” não morreu na década de 30. “Ele envelheceu e todo o bando dele morreu. Ele foi para o ‘Sertão Profundo’ e encontra uma botija, que vai o transportar para outro local, onde reencontra todo o bando e todas as pessoas que matou durante a vida. O conflito é ele tentando reunir o bando e enfrentando esses desafios”, contou.

O jogo ainda está passando por desenvolvimento e após finalizado ficará disponível em versão para computador, vendida em lojas on-line especializadas em jogos.

Fonte: G1 PB


21 de setembro de 2020
WhatsApp-Image-2020-09-21-at-16.40.44.jpeg

3min83

No dia 21 de setembro se comemora o Dia da Árvore em todo o país. E para marcar a data, o Comitê Parque Parahyba realizou uma ação de plantio de árvores no Parque Paraíba II, de vários espécimes, como Cajá, Baobá, Ipê Amarelo e Algodão da Praia.

 

As mudas foram doadas pelo próprio Comitê através de uma parceria com o projeto Mundo Melhor Ferreira Costa. Abaixo, você pode conferir alguns registros da ação. Diante da pandemia do Novo Coronavírus, os participantes fizeram uso de máscaras e mantiveram distanciamento social.

 

A ação contou ainda com a participação da MGA Construções, que além de doar algumas mudas, cedeu funcionários para ajudar no plantio e se comprometeu a ficar responsável por regar as que foram plantadas na frente dos empreendimentos da empresa no Parque Parahyba II.

 

 

 


8 de setembro de 2020
pilicia_bessa.jpg

2min55

A Polícia Militar prendeu em flagrante um jovem de 21 anos suspeito de matar um colega de quarto, no começo da manhã desta terça-feira (8), dentro de uma pousada que estava sendo usada como abrigo para pessoas em situação de vulnerabilidade social, no bairro do Bessa, em João Pessoa. O suspeito, que dividia um cômodo com a vítima e mais dois homens, confessou o crime e disse que deu facadas na vítima e a jogou do 4º andar “para não sujar o quarto de sangue”.

 

A prisão foi feita por equipes da Companhia Especializada em Apoio ao Turista (CEATur) e Batalhão Especializado em Policiamento com Motocicletas (BPEMotos), que cercaram o local e conseguiram chegar ao suspeito, que estava em outro quarto da pousada.

 

Segundo a polícia, ele alegou ameaças como motivação para o crime, mas apresentou também outras versões, o que deve ser investigado.

 

“Ele disse que as facadas foram dadas após uma confusão e que houve luta corporal com a vítima, que ainda não teve a identidade confirmada”, disse a Polícia Militar em comunicado encaminhado à imprensa.

 

O preso foi levado para a Central de Polícia Civil, no bairro do Geisel, na Zona Sul da Capital, onde as investigações serão instaladas.

 

Fonte: Portal Correio


26 de agosto de 2020
hotel-tambau-2.jpg

8min159

A cidade de João Pessoa entrou “oficialmente” para o cânone do Universo DC na edição mais recente da revista anual da Mulher-Maravilha (Wonder Woman Annual #4), lançada no último dia 18 nos Estados Unidos e disponível para ser comprada digitalmente pela internet. A revista foi escrita por Steve Orlando e ilustrada pelo paraibano Jack Herbert, que, com base no roteiro, decidiu ambientar a aventura da super-heroína em vários pontos da capital paraibana.

“O editor entrou em contato comigo e me passou o e-mail do roteirista. A gente conversou e o roteiro dizia que a história ia se passar em uma cidade no litoral do Brasil. É uma cidade fictícia, porque nela só moram mulheres, mas o editor disse que teria que ser uma cidade crível, com cara mesmo de cidade brasileira, e me passou umas referências na Bahia. Como eu tive liberdade de escolher a ambientação, resolvi fugir do clichê de Rio de Janeiro e Salvador e resolvi ambientar em João Pessoa, que é a cidade onde moro”, diz Jack, que é natural de Bananeiras, no Brejo, mas mora na capital paraibana desde os 10 anos.

Na história, a Mulher-Maravilha é convocada para uma reunião com o conselho das amazonas por ordem da própria mãe. Uma cidade misteriosa, com uma nova tribo de guerreiras amazonas, surgiu do nada no litoral brasileiro e ninguém sabe explicar de onde veio. A cidade está cercada por uma bolha de energia e, dentro dela, as moradoras sofrem de estresse e tensão psicológica por lidar com uma realidade distorcida.

Diana Prince descobre que o feitiço é mais um trabalho das bruxas dos Dark Fates e parte para a cidade em uma missão de resgate. A luta vai moldar o futuro do Universo DC, segundo a descrição da revista no site da DC.

Edifício Caricé (à esquerda) e Igreja do Carmo e rua do Centro Histórico de João Pessoa (à direita), em páginas de Wonder Woman Annual #4 — Foto: Reprodução/DC Comics

O nome da cidade não é mencionado na trama, mas quem conhece João Pessoa vai reconhecer os pontos onde acontecem as cenas. “A Mulher-Maravilha chega justamente onde fica o Hotel Tambaú, e durante a história passa pelo Mercado de Tambaú, pelo Edifício Caricé, a Igreja do Carmo e até o Liceu Paraibano”, diz.

 

As principais cenas de ação da história acontecem no Centro da capital e ainda é possível ver trechos do litoral em outra parte da revista, que tem outras referências como a ciclofaixa da Avenida Epitácio Pessoa e um DDD 83 em um telefone de frigorífico ao lado do Mercado de Tambaú.

Jackson Herbert atua pela DC Comics desde 2014, onde desenhou, além da Mulher-Maravilha, heróis como Batman e Superman. O ilustrador atua profissionalmente desde 2005, quando ficou conhecido pela série “Kirby Genesis”. Ele começou a se interessar por ilustração após ver uma entrevista com Mike Deodato, ilustrador paraibano reconhecido pelos trabalhos na Marvel e DC.

Reportagem: G1 PB


24 de agosto de 2020
saude_upa_valentina_foto_adrianofranco_-39-1280x853.jpg

3min130

O Complexo Hospitalar de Doenças Infectocontagiosas Clementino Fraga (CHCF), unidade da Secretaria de Estado da Saúde (SES), implantou um serviço diferenciado no âmbito do SUS. Trata-se do Ambulatório de Egressos da Covid-19. O novo serviço é destinado às pessoas que já testaram positivo para covid-19 e que também passaram pelo processo de internação no Clementino Fraga por conta da doença.

De acordo com a diretora técnica do CHCF, a médica infectologista Joana D’Arc Frade, a ideia do Ambulatório de Egressos da Covid-19 surgiu entre conversas com a direção geral e direção clínica do Complexo, do que poderia ser feito para otimizar a atenção aos portadores de covid, que tivessem passado pelo processo de internação no hospital, visando compreender melhor o perfil da doença e as consequências que poderiam ser geradas em médio e longo prazo.

 

Como funciona – A princípio, o Ambulatório de Egressos da covid-19 do Clementino Fraga conta com assistência primária em pneumologia, com a possibilidade de ampliação para as outras especialidades oferecidas pelo CHCF, referenciadas a partir deste novo ambulatório. 

 

O paciente de covid-19, quando recebe a alta médica, já sai com um agendamento programado para, após 15 dias, efetuar o retorno e passar pelo atendimento do novo serviço, se desdobrando para avaliações posteriores.

 

“Esse novo serviço deve permitir, ao longo do tempo, entender melhor o comportamento da pandemia no nosso estado e, particularmente, no Clementino Fraga.  Antes de tudo, esse atendimento é importante em termos até maiores do que o próprio Clementino Fraga, porque é um serviço que não se tem muitas referências de existir com esse perfil, inclusive em outros estados. É uma estratégia de acompanhamento inovadora, mostrando que o Clementino tem uma preocupação com a qualidade da atenção à saúde”, destacou a infectologista Joana D’Arc Frade.


21 de agosto de 2020
tapa-buraco.jpeg

2min84

Ruas e avenidas de Miramar, Varjão, João Agripino, Bessa, Bairro dos Estados, Funcionários, Jaguaribe e Cuiá estão recebendo, nesta sexta-feira (21), as equipes da Operação Tapa-Buraco, dentro dos serviços de recuperação e manutenção da malha viária da Capital. Os trabalhos, executados pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), por meio da Secretaria de Infraestrutura do Município (Seinfra), melhoram a mobilidade e garantem mais segurança a condutores e pedestres.

 

Entre as vias onde os serviços estão sendo executados estão as ruas Hilda Coutinho de Lucena/Ciclofaixa (Miramar), Bom Jesus (Varjão), Praça Manoel Colaço Sobrinho (João Agripino), Damasquins Ramos Maciel (Bessa) e Maria Batista Medeiros (Bairro dos Estados).

 

Também estão sendo contempladas com os serviços de manutenção e recuperação da pavimentação as ruas Professora Maria da Soledade Ramalho (Funcionários), Maximiano Machado (Jaguaribe) e Olívio de Moraes Cavalcante (Cuiá).

 

As ruas e avenidas atendidas pela Operação Tapa-Buraco são definidas com base nas demandas apresentadas pela população que chegam diariamente à Seinfra.

 

Como solicitar o serviço – O serviço pode ser solicitado por qualquer cidadão por meio do telefone do Call Center da Seinfra, pelo número 0800.031.1530. A ligação é gratuita. O pedido também pode ser feito pelo e-mail [email protected]

 

A programação da Seinfra dá prioridade às vias que fazem parte da rota dos transportes coletivos e aquelas que concentram grande volume de tráfego, embora todas as ruas sejam contempladas.


19 de agosto de 2020
onibus.png

2min87

Duas linhas voltam a circular na Capital a partir desta quarta-feira (19). Trata-se da 101 (Colinas do Sul – Grotão) e da 600 (Val Paraíso – Manaíra Shopping), que retomam as atividades por decisão da Superintendência de Mobilidade Urbana de João Pessoa (Semob-JP) em seu trabalho de adequação da oferta de transporte público de acordo com a demanda de passageiros.

 

A linha 101 retorna à operação com quatro veículos, realizando 32 viagens com horário de funcionamento das 05h30 às 18h30. Ela vai dar suporte à 116 (Colinas do Sul). Já a 600, trafegando pelo corredor Tancredo Neves, retorna com cinco veículos, que vão fazer 46 viagens ao dia, das 06h às 20h, como suporte à linha 601 (Bessa). Neste caso, o retorno acontece no Parque da Lagoa.

 

As mudanças são fruto do monitoramento permanentemente da quantidade de passageiros realizado pela Semob. O órgão tem acesso a todas as entradas em cada veículo a partir de dados de uso do cartão Passe Legal. Além disso, agentes da Seção de Fiscalização de Transportes Públicos (SEFTP) fazem trabalho itinerário verificando o cumprimento das exigências.

 

Atualmente, está permitido que cada ônibus circule com sua capacidade máxima de passageiros sentados e outros doze em pé. Em ônibus articulados, o número dos que ficam em pé pode ser dobrado.


17 de agosto de 2020
nibus-2-1280x853.jpg

3min123

João Pessoa terá uma nova linha de ônibus, a reativação da linha 5600 e o reforço em outras quatro a partir desta segunda-feira (17), de acordo com a Superintendência de Mobilidade Urbana de João Pessoa (Semob-JP). A nova linha fará o itinerário Colinas do Sul/Centro.

Segundo a Semob-JP, a linha 123 vai funcionar das 5h às 18h, de segunda a sábado, com partida do Terminal Colinas do Sul II. Os veículos irão passar pelo Gervásio Maia e pela Perimetral até a BR-101, seguindo até o Centro pela Avenida Cruz das Armas, de onde retorna pelo mesmo itinerário.

Já a linha 5600 volta à ativa em seu itinerário normal, com percurso do bairro de Mangabeira até o Big Bompreço, na BR-230. De acordo com a Superintendência, a medida deverá reduzir a quantidade de passageiros nas linhas circulares 5100 e 1500.

A quantidade de viagens também será reforçada nas linhas 201, 204, 301 e 302 nos horários de pico. Sendo quatro viagens a mais na 201 e 302, cinco na 301 e seis na 204.

Ainda de acordo com a Semob-JP, as mudanças acontecem devido ao monitoramento da demanda de passageiros em cada linha, o que é possível pelos dados de uso do cartão Passe Livre e pelo trabalho dos agentes da Seção de Fiscalização do Transporte Público (SEFTP).

Fonte: G1 PB