30. setembro 2020

Arquivos Entretenimento - Bessa News

23 de setembro de 2020
jogo-lampiao-2.jpg

3min54

Um jogo para computador que tem Lampião como personagem principal e elementos do Sertão nordestino está sendo desenvolvido por três jovens de Campina Grande. De acordo com Rubem Medeiros, que é engenheiro eletricista e um dos idealizadores do “Sertão Profundo – A maldição da botija”, o projeto vem sendo desenvolvido há três anos.

Segundo Rubem, no jogo, além do cangaço, também são utilizados elementos do carnaval, como o Caboclo de Lança, Boi Bumbá, do Reizado e das Carrancas de São Francisco, como objetivo de mostrar vários aspectos da cultura nordestina.

“A gente tenta misturar os elementos da cultura pop e da cultura nordestina. Lampião tem um pouco de Lanterna Verde, por exemplo”, explicou.

Rubem também explicou que, no jogo, o “Rei do Cangaço” não morreu na década de 30. “Ele envelheceu e todo o bando dele morreu. Ele foi para o ‘Sertão Profundo’ e encontra uma botija, que vai o transportar para outro local, onde reencontra todo o bando e todas as pessoas que matou durante a vida. O conflito é ele tentando reunir o bando e enfrentando esses desafios”, contou.

O jogo ainda está passando por desenvolvimento e após finalizado ficará disponível em versão para computador, vendida em lojas on-line especializadas em jogos.

Fonte: G1 PB


15 de julho de 2020
praça-do-carro-antigo.jpg

2min183

A placa indica o custo e o prazo para conclusão da reforma da Praça do Carro Antigo, em Manaíra: deveria ter sido entregue em março deste ano, mas por conta da pandemia, a obra foi paralisada. Pelo que pudemos ver do local, mesmo que não houvesse a paralisação por causa do novo Coronavírus, não seria entregue no tempo prometido.

 

A reforma teve início em 06 de setembro do ano passado e tem um custo previsto de pouco mais de R$ 1,2 milhão.

 

Um leitor enviou um vídeo para gente para mostrar como está a situação do local e cobrar as autoridades. É possível observar muito mato e uma imagem de abandono.

 

Nós entramos em contato com a Prefeitura de João Pessoa para saber quando a reforma será retomada. Após o período de suspensão, várias obras foram suspensas e estão sendo retomadas. Em relação à Praça do Carro Antigo, ainda não há uma previsão para o reinício, e uma data deve ser anunciada nos próximos dias.

 

 


30 de junho de 2020
circo-de-rua.jpeg

1min131

Moradores do Condomínio Val Paraíso tiveram um sábado diferente no último final de semana. O projeto Circo de Rua na Janela teve início para levar entretenimento aos condomínios com apresentações de circo e arte de rua. Foi um momento de bastante alegria para o público.

 

“Estamos muito preso e quero agradecer por essa iniciativa de trazer alegria para os idosos e as crianças”, disse uma das moradoras.

 

Na ocasião, os artistas receberam doações de alimentos e puderam mostrar o trabalho. O projeto deve ser levado para outros condomínios do bairro do Bessa.

 

“O projeto foi pensado para ajudar os artistas de rua que estão passando dificuldade financeira nesta pandemia, e pensei em levar o entretenimento aos condomínios com apresentações do circo e arte de rua”, disse Dema Macedo, idealizador do projeto e coordenador do Comitê Parque Parahyba.

 


29 de junho de 2020
WhatsApp-Image-2020-06-29-at-12.00.13.jpeg

1min136

O Comitê Parque Parahyba realizou neste domingo, 28, uma live itinerante pelo bairro do Bessa, com Bira Delgado e a banda Os Gonzagas. Em um trio elétrico, os músicos percorreram várias ruas da região em homenagem ao Dia de São Pedro e os moradores puderam acompanhar o show das próprias varandas.

 

Além do espetáculo (que foi transmitido pelas redes sociais), a ação arrecadou alimentos não-perecíveis por onde passou. Tudo que foi arrecadado foi doado para a Ordem dos Músicos da Paraíba para distribuir com profissionais da área que estão enfrentando dificuldades por conta da pandemia.

 

O percurso teve início nas imediações do Conjunto Val Paraíso e passou por várias ruas do bairro e pelos Parques Parahyba I e II. Outro detalhe é que os próprios moradores da região é que bancaram os custos do trio elétrico através de uma cota. Foram doados mais de 170 kg de alimento não perecível.


24 de junho de 2020
celular.jpg

5min163

Cientistas desenvolveram uma tecnologia que promete reduzir em até 80% o gasto da bateria de celulares. Os pesquisadores da Universidade Nacional de Singapura (NUS) conseguiram programar um chip para gerenciar a energia consumida nos processos do smartphone junto com a qualidade dos recursos, função que pode economizar cinco vezes mais bateria que os componentes atuais. A ideia é gastar menos energia quando o alto desempenho não for necessário.

Por enquanto, a novidade é experimental e não há previsão de chegada às baterias convencionais.

Os pesquisadores descobriram que os dispositivos consomem mais energia na transferência de dados do que no processamento de informações ou na tela, tanto entre os componentes internos quanto nas ondas eletromagnéticas. Esta troca de informações é o que mantém ativo o alto desempenho de um recurso, como a execução de um vídeo, por exemplo.

Porém, os cientistas observaram que o alto desempenho é desnecessário em muitos casos, como quando o usuário não está concentrado na tela do smartphone ou quando a bateria está perto de acabar. Aparelhos atuais continuam suprindo os recursos de alta demanda, o que resulta num gasto desnecessário de bateria.

Para resolver este problema, os pesquisadores programaram uma rede dentro do chip que administra quando os recursos não precisam de alto desempenho. Desse modo, a energia cai significativamente, o que também acaba reduzindo em paralelo a qualidade daquela função. O processo poupa até 80% da bateria para que ela seja usada quando for realmente necessária.

Este gerenciamento inteligente no consumo de energia representa um gasto cinco vezes menor, permitindo que a autonomia do celular seja estendida.

A tecnologia também pode ser usada em computadores, notebooks e servidores. Os cientistas estudam a criação de um amplo sistema de bateria inteligente baseado na percepção humana de quando é necessário gastar mais energia para aumentar o desempenho de um recurso ou economizar bateria em tarefas que não demandam alta transferência de dados.

Os pesquisadores também pretendem criar um novo sistema de câmeras inteligentes que consomem pouca energia. A ideia é que elas operem com eficiência mesmo com o baixo consumo por meio de energia solar. A bateria viria com uma célula de um centímetro para coletar energia do ambiente.

Apesar de ser um projeto experimental, a expectativa é de que a tecnologia não demore para ser lançada, já que a fabricante TSMC está apoiando a iniciativa.


23 de junho de 2020
lixo-reciclavel-680x365-1.jpg

2min147

A utilização de fogueiras este ano está proibida nas áreas urbanas de todo o Estado, mas uma ação social irá “driblar” a medida. É que neste sábado, 27, será montada uma fogueira ecológica no Parque Parahyba 2, ao lado da Igreja Nossa Senhora de Nazaré. Todo o material usado será reciclado e a montagem tem início por volta das 6h30 da manhã.

 

“É preciso repensar as atitudes sobre o meio ambiente e por boas práticas em defesa da sustentabilidade. Pensando nisso, vamos fazer uma fogueira ecológica com lixo reciclados e estamos convidando moradores do bairro para separar esse material reciclado em casa e levar para formar a fogueira. O material será destinado a uma cooperativa de catadores de materiais recicláveis”, explicou o presidente do Comitê Parque Parahyba.

 

Sem grandes eventos, catadores têm enfrentado dificuldades. Foto: Divulgação

 

A fogueira será destinada a Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis (ASCARE-JP) e os organizadores ainda pedem doações de alimentos, já que neste período de pandemia muitos catadores estão com atividades paralisadas e o valor do quilo do lixo reciclado também caiu, trazendo prejuízos para os trabalhadores.

 

Como parte da ação de conscientização de cuidados com o meio ambiente, serão distribuídas 20 mudas de árvores a partir das 5h. São várias espécies, a exemplo de ipês amarelos, jatobá, algodão da praia e cajá. Tudo de forma gratuita.

 

 


20 de junho de 2020
bananeiras-paraiba.jpeg

3min103

Um dos principais pontos turísticos do Estado nesta época do ano, Bananeiras deve ser proibida de receber os turistas. Pelo menos esta é uma das recomendações do Ministério Público da Paraíba entregue nesta sexta-feira, 19, ao prefeito do município, Douglas Lucena. O MPPB orienta que o decreto municipal que determinou o isolamento social seja prorrogado até o dia 30 deste mês de junho.

 

Conforme a orientação, apenas moradores e pessoas que comprovem que trabalham em atividades essenciais ou que precisam de tratamento de saúde podem entrar em Bananeiras.

A recomendação ministerial foi expedida pela promotora de Justiça, Ana Maria Pordeus Gadelha, com o objetivo de fazer o município adotar medidas mais rígidas para combater o contágio pelo novo coronavírus, sobretudo no período junino, já que a cidade é ponto turístico nessa época do ano, atraindo muitas pessoas de outras cidades.

Devem ser proibidos a aglomeração de pessoas em espaços públicos e privados e a circulação de pessoas em locais como praças e calçadões, exceto para os deslocamentos imprescindíveis para acessar atividades essenciais.

Outra medida recomendada é a fiscalização da proibição de alugar, emprestar ou ceder imóveis para temporada por período inferior a 15 dias. Os proprietários que desobedecerem as normas, assim como as pessoas que ocuparem os imóveis, deverão ser punidos com multa no valor de R$ 5 mil, conforme estabelece o decreto.

O prefeito tem 48 horas, após a notificação, para se manifestar sobre o cumprimento ou não das medidas recomendadas.

BessaNews com G1 Paraíba