12. julho 2020

Medidas da prefeitura de João Pessoa que proíbem feiras livres e acesso a praças começam a valer

Começa a valer nesta segunda-feira as novas medicas para enfrentamento do coronavírus em João Pessoa. Elas foram anunciadas no último sábado (9), pelo prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo. Entre as determinações do novo decreto que endurecem o distanciamento social, está o fechamento de feiras livres, a proibição do acesso às praças públicas da cidade, a obrigatoriedade do trabalho home office de profissionais liberais e do uso de máscaras. Também foi anunciada a implantação de 40 novos leitos para pacientes com a Covid-19.

  • Casos de coronavírus na Paraíba em 8 de maio

Foram usados como critérios para as determinações o baixo índice de distanciamento social dos pessoenses nos últimos dias, a taxa de ocupação dos leitos e o número de casos, que até a noite de domingo-feira (10), de acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (Ses), é de 1.179 pessoas com a doença. Conforme o prefeito, o uso de mascaras é obrigatório principalmente para os entregadores de delivery, que também precisam estar usando luvas no momento das entregas.

De acordo com o gestor, a decisão de fechar temporariamente as feiras livres e as feiras menores que ficam próximas aos mercados públicos, é para evitar o contágio pela quantidade de pessoas que frequentam e para evitar um futuro fechamento dos próprios mercados.

O acesso às praças públicas para caminhadas, peladas e quaisquer outras atividades está proibido. Os profissionais liberais como advogados, publicitários, contadores, corretores e arquitetos devem adotar a modalidade de trabalho em casa. “São medidas duras e difíceis, mas o momento requer para que vidas sejam salvas”, disse.

Novos leitos

De acordo com a prefeitura, a partir do sábado, (9) 40 novos leitos serão implantados para pacientes com a Covid-19.O Hospital Santa Isabel terá 20 novos leitos, sendo 10 de UTI e 10 de enfermaria. Com as novas alas, a unidade chega a 50 leitos implantados exclusivamente para o combate à Covid-19. Por meio de uma parceria com o Hospital Universitário, (HU) credenciado à rede municipal, outros 20 leitos de enfermaria foram implantados. A capital paraibana passa a ter 182 leitos abertos.

G1 Paraíba